Aqui verás histórias reais, emocionantes, alegres, tristes, histórias que mostram a verdadeira face da vida e seus caminhos, através de belos contos.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Apenas

- Essa história aconteceu com Edilza Araújo -
A busca do que fazer, de aprender mais ou simplesmente a mão do destino me levou à internet aquela noite... Um impulso que em apenas alguns clik’s mudariam minha vida.

Ao entrar em um chat por acaso e conhecer gente nova, como muitas vezes já havia feito antes, uma pessoa me chamou atenção. Não pela beleza, mas pelas suas palavras porque era como se já nos conhecêssemos há um bom tempo. A nossa conversa durou por horas, porém como já havia acontecido antes, não dei importância. Era só mais um papo virtual, sem compromisso, onde talvez a pessoa do outro lado estivesse mentindo o tempo todo.
Passado alguns dias, o tal chat tornara-se um vício (como segue sendo até hoje!) e junto com ele a minha “proximidade” com o tal rapaz. Tínhamos conversas sempre cheias de humor, confidências e até dicas de espanhol. O que eram simples palavras até então inofensivas tornaram-se um hábito, uma necessidade, quem diria que a “apaixonante, porém difícil de apaixonar” como fui definida por um ex, tinha sido fisgada. Finalmente, alguém que nem sequer havia me beijado ou me tocado tinha conseguido o que alguns tentaram sem sucesso: conseguir fazer com que eu me entregasse a esse sentimento chamado AMOR, sem receios, sem medo de ser feliz.

Seguiram-se horas e dias no MSN, torpedos, recadinhos, conversas furtivas ao telefone em plena madrugada. Loucuras e declarações de ‘amor’ ao pé do ouvido. Era nossa forma de tentar amenizar a enorme distância geográfica que havia entre nós.

Mas (como em toda história a minha tem um...) o meu conto de fadas começou a desmoronar... Um sapo disfarçado de príncipe, uma loba em pele de cordeiro, fizeram de mim que até então sonhava radiante tal qual Cinderela, voltar a ser a boa e velha gata borralheira. Pra você, o que dói mais: a traição de alguém que você considera amiga ou alguém que você considera o seu amor? A traição velada, escondida ou a traição à mostra, escancarada? De uma hora pra outra tudo ficou tão claro, tão óbvio. As mudanças de comportamento, a frieza na voz no lugar da tão habitual amabilidade, a tão inesperada e recente falta de tempo pra nós... TUDO! O meu castelo, meu porto seguro desmoronou.

Sofri, chorei, até adoeci... Não foi nada fácil, pelo contrário, foi difícil, foi triste, foi amargo. Mas Sobrevivi. Talvez nenhum dos dois saiba ou saberão algum dia o mal que me fizeram. No mais prefiro acreditar que há males que vem para o bem.
Hoje em dia, não tenho mais contato com nenhum dos meus dois “carrascos”, o que ficou foi um grande vazio que está sendo muito bem preenchido por pessoas que me amam verdadeiramente e não só da boca pra fora. Dessa triste história aprendi duas importantes lições:

Que meu Deus é grandioso, me mostrou que sempre há um sol após uma noite de tormentas e que cada um dá o que tem, não podemos exigir das pessoas o que elas não tem nem pra si.
- Por Edilza Araújo -

3 comentários:

Edilza disse...

Bruno, vc é um anJO! com JO maiúsculo!

Te amO!

Bruno Mota Pinheiro disse...

Oh, muito obg. Vc sim é LINDA, com todas as letras maiusculas mesmo,rsrs.

Te adoro, minha linda.

Néia Macedo disse...

A Edi escreve e tava escondendo o jogo... :-D